Avaliação de televisores quanto ao consumo de energia elétrica, no modo de operação standby, e adequação a padrões de eficiência energética internacionais

17 de janeiro de 2005

O objetivo geral deste trabalho é fornecer subsídios técnicos para o estabelecimento de níveis mínimos de eficiência energética, contribuindo desse modo para a efetiva aplicação da Lei 10.295 (Lei da Eficiência Energética) e, consequentemente, para o desenvolvimento de televisores mais eficientes, ou seja, com menor consumo de energia elétrica.

Os objetivos específicos deste trabalho são: a avaliação técnica dos televisores nacionais quanto ao consumo no modo standby, a análise dos programas de preservação ambiental existentes e os impactos na redução do consumo de eletricidade no modo standby adotando padrões internacionais de eficiência energética.

O principal resultado do presente trabalho chama a atenção para a discrepância da potência em standby existente entre os modelos estudados disponíveis no mercado, variando de 1,78W a 8,1W (potências medidas em laboratório). Adiciona-se a isso o fato da distância existente destes valores ao padrão recomendado de 1W. Além disso, substituindo-se os televisores existentes por outros com potência em standby de 1W ou menor, economizaria-se R$ 6,6 milhões nas contas residenciais de eletricidade em 2005.

É importante ressaltar que os resultados caracterizam a importância de avaliar o modo standby, mas naturalmente indicam a necessidade de avaliar também a eficiência energética para o modo de operação on.

Files

edpaper256105