NIPE Solar

3 de dezembro de 2009

Objetivo

Reunir especialistas para apresentar propostas e debater questões técnicas e políticas para nortear a ampliação do uso da energia solar para aquecimento de água para as condições brasileiras, implementando a comunicação e a divulgação do atual desenvolvimento tecnológico das energias térmicas de baixa temperatura no Brasil.

Justificativa

Mais recentemente, a utilização da energia solar vem sendo motivo de interesse de pesquisadores ligados ao Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE) e Professores da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp. Com a crescente conscientização de que a dependência de fontes não-renováveis de energia somente poderá ser equacionada com a utilização de múltiplas fontes de energia, a energia solar tem ganhado destaque novamente.

No Brasil, o fomento à energia solar térmica de baixa temperatura tem sido realizado por parte dos órgãos públicos com o estímulo ao desenvolvimento da qualidade e normalização das tecnologias, com a etiquetagem e a busca por selos de qualidade. Iniciativas para a disseminação de uso de equipamentos termossolares têm levado, recentemente, entidades associativas de fabricantes a estimular a regulamentação através de leis municipais, dispondo prédios e residências de instalações de aquecimento solar de água.

No setor residencial de interesse social, programas experimentais têm sido incluídos nos mecanismos de eficiência energética de algumas concessionárias de energia e companhias de habitação, sem que participem de uma política energética nacional.

Complementando os esforços dos setores envolvidos diretamente com a fabricação, comercialização e instalação de sistemas de aquecimento solar que desenvolvem ações para equacionar as dificuldades e barreiras para a sua disseminação, o debate acadêmico com os diversos segmentos organizados da sociedade estimula a análise, a reflexão e a busca de soluções conjuntas. O fomento a eventos de divulgação sobre a energia solar térmica de baixa temperatura serve também para promover a participação de estudantes, pesquisadores, entidades associativas, cooperativas habitacionais, empresas públicas e privadas, ONGs e usuários finais no debate de temas que envolvem o uso das energias renováveis, os benefícios comuns de seu uso e sua disseminação.

Resultados Esperados

Geração de um relatório que sintetize os temas debatidos e as propostas sugeridas, para que sejam divulgadas. Esse relatório estará disponível eletronicamente através do Portal do NIPE/Unicamp, servindo como fonte de novas reflexões e discussões sobre o assunto.

Espera-se que fóruns anuais integrem igualmente as áreas das engenharias e arquitetura e que, junto com as demais atividades públicas, acadêmicas (congressos, seminários e fóruns em andamento sobre energia solar) e da sociedade organizada, possam contribuir para o avanço das discussões e das soluções possíveis para o uso mais generalizado da energia solar, aliando desenvolvimento energético e sustentabilidade.

Público-Alvo

O Evento é dirigido aos agentes envolvidos no setor energético brasileiro tais como pesquisadores, universidades, ONGs, associações e federações, empresas públicas e privadas, instituições governamentais dentre outros.